Tomás Silva perto dos 15 melhores do Alps Tour

Tomás Silva arrancou o seu terceiro top-15 consecutivo no Alps Tour Golf e ascendeu ao 16.º lugar na Ordem de Mérito de 2019 desta terceira divisão do golfe profissional europeu.

 

O campeão nacional foi 13.º classificado no Abruzzo Open Dailies Total 1, um torneio de 40 mil euros em prémios monetários, disputado em Pescara, ao agregar 206 pancadas, 7 abaixo do Par do Miglianico Golf & Country Club, após voltas de 68, 68 e 69.

 

Foi a primeira vez, em seis torneios do Alps Tour Golf de 2019 que Tomás Silva fez três voltas seguidas na casa das 60’s pancadas.

Por outro lado, 7 abaixo do Par igualou o seu melhor resultado da época. Logo no primeiro torneio, no Ein Bay Open, no Egito, também fizera -7, resultado que lhe deu um 18.º na classificação geral.

O representante do Team Portugal já alcançou três top-10 na presente temporada e por pouco não conseguiu um quarto e terceiro top-10 consecutivo, mas foi prejudicado pelo seu menor acerto nos buracos de Par-3, quiçá por alguns putts caprichosos. 

Houve um total de 15 buracos de Par-3, jogados em 3 acima do Par. Aliás, 4 dos seus 6 bogeys ao longo dos três dias de prova foram sofridos em Par-3.

Em contrapartida, esteve magistral nos buracos de Par-5, completados em 9 abaixo do Par, fruto de 9 birdies! Uma boa prestação para um jogador que não é conhecido por esmagar os campos pela sua distância de drive.

"Senti-me bem ao longo dos três dias. Principalmente no segundo dia, no qual fiz novamente uma volta sem bogeys e tive muitas oportunidades dentro dos 4 ou 5 metros para birdie. Sinto que dei muito bons putts, mas a bola simplesmente não entrava. Sinto que o jogo esta cada vez mais consistente", disse o atleta do Club de Golf do Estoril à Tee Times Golf, em exclusivo para Record.

"Foram três dias consistentes do tee ao green, mas a "redonda" foi teimosa e não quis entrar mais vezes. (Estou) satisfeito com o meu jogo e pronto para o que vem", escreveu o profissional da Nike nas redes sociais.

 

Tomás Silva empatou com o espanhol Javier Ballesteros e o austríaco Clemens Gaster e cada um embolsou 797 euros.

Outro português, Vítor Lopes, poderia ter-se juntado a este grupo dos 13.º classificados com 7 abaixo do Par, mas 1 triplo-bogey no buraco 9 da terceira volta atirou-o para a classificação final de 25.º, empatado com mais seis jogadores, com um total de 209 (-4), no seu caso com voltas de 68, 70 e 71.

O atleta do Clube de Golfe de Vilamoura ganhou 543 euros e subiu ao 42.º lugar da Ordem de Mérito do Alps Tour Golf. Este foi o seu terceiro top-25 em seis torneios deste circuito em 2019.

Entre os 139 jogadores havia mais dois portugueses, mas Tomás Bessa desistiu ainda antes de iniciar o torneio e Miguel Gaspar teve pouca sorte ao falhar o cut por 1 única pancada. 

Jogaram a última volta 54 jogadores e Miguel Gaspar foi 55.º com 143 (71+72), +1, empatado com outros sete jogadores.

Miguel Gaspar foi o português que mais dificuldades sentiu com a conhecida dureza dos últimos nove buracos deste campo de Pescara.

"O back nine tinha buracos mais difíceis. Lembro-me do 10, 11, 12, que eram uma sequência difícil e penalizadora, caso algum dos shots fosse mau", concordou Tomás Silva.

Ora Miguel Gaspar cumpriu o front nine nos dois primeiros dias em 3 abaixo do Par, enquanto o back nine só foi passado em 4 acima do Par, com 5 bogeys sofridos.

Na Ordem de Mérito, Gaspar cedeu 4 posições para 34.º e Bessa caiu 9 posições para a 53.ª.

O Abruzzo Open Dailies Total 1 foi a sexta etapa do Alps Tour Golf de 2019 mas a primeira na Europa e integrou igualmente o Italian Pro Tour Banca Generali Private.

O espanhol Sebastian Garcia Rodriguez colecionou voltas sólidas de 65, 66 e 66 para conquistar o segundo título da sua carreira no Alps Tour Golf, com um total de 197 pancadas, 16 abaixo do Par, superando por 2 o italiano Edoardo Lipparelli (67+67+65).

Sebastian Garcia Rodriguez, de 30 anos, tinha ganho o seu primeiro título neste circuito há dois anos em Espanha. Agora, arrecadou 3.940 euros e apoderou-se do posto de n.º1 da Ordem de Mérito.

O Alps Tour Golf prossegue dentro de três semanas, em Espanha, com o Alps de las Castillas, no Golf Valdeluz, em Guadalajara, de 9 a 11 de maio, com 48 mil euros em prémios monetários.

Hugo Ribeiro/Tee Times Golf para Record